Edição digital
PUB
Publicidade

Faltam três semanas para o fecho das inscrições do Festival CCP 2024

11 de abril é a data limite para a inscrição dos trabalhos no 26º Festival do Clube da Criatividade de Portugal (CCP), faltando, portanto, apenas três semanas até ao término […]

Meios & Publicidade
Publicidade

Faltam três semanas para o fecho das inscrições do Festival CCP 2024

11 de abril é a data limite para a inscrição dos trabalhos no 26º Festival do Clube da Criatividade de Portugal (CCP), faltando, portanto, apenas três semanas até ao término […]

Sobre o autor
Meios & Publicidade
Artigos relacionados
Drummer desenvolve nova imagem da Bondstone
Marketing
Conferência da APAN traz Karen Nelson Field a Portugal em maio
Publicidade
Dove celebra 20 anos de beleza real com promessa de nunca usar imagens geradas por IA
Publicidade
Atelier Impresa reforça aposta no marketing de influência com criação da agência Óbvio
Marketing
LLYC lança ferramenta de IA para estratégias de marketing mais eficazes
Marketing
Antonio Ruiz é o novo diretor-geral da AMC Networks International Southern Europe
Media
Kreab Worldwide junta-se à JLM&A e à M Public Relations
Comunicação
Nova campanha da Nespresso foi criada em Portugal pela Uzina (com vídeo)
Publicidade
Intimissimi apresenta nova coleção com campanha protagonizada por Jennifer Lopez (com vídeo)
Publicidade
Elife amplia oferta de IA para faturar €16 milhões em 2026
Digital

11 de abril é a data limite para a inscrição dos trabalhos no 26º Festival do Clube da Criatividade de Portugal (CCP), faltando, portanto, apenas três semanas até ao término do prazo. O evento, que regressa à Fábrica do Pão do Hub Criativo do Beato, em Lisboa, entre os dias 17 a 24 de maio, visa promover a criatividade da comunicação comercial nacional nas categorias de Publicidade, Design, Digital, Criatividade em Meios, Craft em Publicidade, Experiências de Marca e Integração & Inovação.

A direção do CCP lembra que os sócios do CCP usufruem ainda do desconto de sócio. As empresas regulares recebem um desconto adicional de 5% e os freelancers e empresas indie associadas, o desconto acrescido de 2,5% sobre o valor da inscrição. É de salientar que os trabalhos devem ter sido veiculados até ao dia 11 de abril e não podem ter sido inscritos em edições anteriores do Festival CCP.

O júri que vai avaliar os trabalhos a concurso inclui personalidades como Fernando Silva da Uzina, Francisco Chatimsky da Mafalda & Francisco, Hernâni Correia da Leo Burnett, Ivo Martins de O Escritório, Patrícia Cordeiro da Judas, Patrick Stillwell da Dentsu Creative e Sara Soares da VML. Sofia Anjos, coordenadora de marca da Worten, é a jurada anunciante. Os vencedores serão revelados a 24 de maio na 26ª gala do festival, conforme anunciado no regulamento e no formulário de inscrições.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Artigos relacionados
Drummer desenvolve nova imagem da Bondstone
Marketing
Conferência da APAN traz Karen Nelson Field a Portugal em maio
Publicidade
Dove celebra 20 anos de beleza real com promessa de nunca usar imagens geradas por IA
Publicidade
Atelier Impresa reforça aposta no marketing de influência com criação da agência Óbvio
Marketing
LLYC lança ferramenta de IA para estratégias de marketing mais eficazes
Marketing
Antonio Ruiz é o novo diretor-geral da AMC Networks International Southern Europe
Media
Kreab Worldwide junta-se à JLM&A e à M Public Relations
Comunicação
Nova campanha da Nespresso foi criada em Portugal pela Uzina (com vídeo)
Publicidade
Intimissimi apresenta nova coleção com campanha protagonizada por Jennifer Lopez (com vídeo)
Publicidade
Elife amplia oferta de IA para faturar €16 milhões em 2026
Digital
PUB
Marketing

Drummer desenvolve nova imagem da Bondstone

A agência de criatividade da Lift foi a escolhida pela criar a nova identidade visual da sociedade gestora de fundos portuguesa que se dedica à aplicação de investimento estrangeiro no mercado imobiliário europeu

A Bondstone escolheu a Drummer, agência de criatividade da Lift, para desenvolver a nova imagem da sociedade gestora de fundos portuguesa, que se dedica à aplicação de investimento estrangeiro no mercado imobiliário europeu. “Reflexo do momento de consolidação do negócio e renovação do propósito da empresa, a nova identidade assinala uma nova fase, em que a empresa, que se pretende afirmar no mercado internacional, se prepara para lançar novos projetos”, informa a Lift em comunicado.

Rock Solid passa, a partir de agora, a ser a assinatura da companhia. “Com esta mudança, a marca evolui de um posicionamento mais clássico e institucional, adotando uma nova atitude que privilegia o desempenho e a agilidade, combinando a experiência e o conhecimento com a audácia e a energia de uma equipa jovem e talentosa, que concretiza o seu slogan como uma certeza para os seus investidores, clientes, colaboradores, parceiros e comunidade”, refere o documento.

“Estamos a entrar numa nova era, marcada pela evolução do negócio. Este é o momento certo para reforçar a solidez da nossa marca, com uma imagem mais contemporânea e ousada, alinhada com o nosso posicionamento e atitude. Com este rebranding, reafirmamos os nossos valores junto dos nossos investidores, clientes, parceiros e equipa, na expetativa de continuar a criar mais e cada vez melhores projetos para o mercado português”, justifica também Leonor Magalhães, diretora de marketing executiva da Bondstone.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
Publicidade

Conferência da APAN traz Karen Nelson Field a Portugal em maio

Promovida pela Associação Portuguesa de Anunciantes, a APAN Better Marketing 2024 realiza-se no dia 10 de maio, entre as 9h30 e as 17h15, no Centro de Congressos do Estoril. As inscrições já estão abertas e, até dia 15 de abril, têm um preço especial

Antecipando o Futuro da Publicidade e do Marketing com Inovação e Insights de Liderança é o tema da APAN Better Marketing 2024, conferência anual promovida pela Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN), que se realiza no dia 10 de maio, entre as 9h30 e as 17h15, no Centro de Congressos do Estoril. Destinada a anunciantes e profissionais da publicidade, da comunicação e do marketing, a iniciativa inclui sessões individuais com especialistas e painéis de discussão interativos.

“Um dos momentos mais esperados do evento será a sessão exclusiva liderada por Karen Nelson Field, CEO da Amplified Intelligence, na Austrália. Como uma das principais autoridades em medição da atenção omnicanal e inteligência artificial (IA), trará a sua experiência e insights inovadores. A sua apresentação promete fornecer uma visão profunda sobre como as marcas podem otimizar a sua presença em todos os canais e alavancar a IA para alcançar resultados”, refere a APAN.

“A APAN Better Marketing é uma oportunidade imperdível para os profissionais de marketing e publicidade se manterem atualizados com as últimas tendências e estratégias, particularmente relevante considerando o crescimento de 9% do mercado publicitário, aproximadamente €582 milhões de euros, em 2023”, afirma Ricardo Torres Assunção, secretário-geral da APAN.

Além de Karen Nelson Field e Phil Smith, diretor executivo da ISBA, a lista de oradores da conferência inclui o diretor de marketing da Fidelidade Sérgio Carvalho, a presidente do Clube de Criativos de Portugal e diretora criativa executiva da Uzina Susana Albuquerque, o fundador e diretor criativo de O Escritório Nuno Jerónimo e Filipa Appleton, diretora de marketing e de marca da MC e presidente da APAN.

Lauren Zweifler, vice-presidente de dados e medição em vendas publicitárias e parcerias da NBCUniversal, é outro dos nomes confirmados. McDonald’s, Unilever Fima, Continente e Fidelidade são os patrocinadores principais do evento. O preço das inscrições individuais, que já podem ser feitas online, varia entre os €85 para associados e os €95 para não associados. Também existem pacotes com três ou com 10 passes. As entradas adquiridas até 15 de abril têm um desconto especial.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
Publicidade

Dove celebra 20 anos de beleza real com promessa de nunca usar imagens geradas por IA

A nova campanha global da marca, lançada a 9 de abril, volta a defender a autenticidade feminina numa altura em que as mulheres se sentem menos confiantes do que há duas décadas, avança um novo estudo internacional da insígnia

Em 2004, a Dove lançava a primeira campanha da marca que fazia a apologia da beleza real, um aniversário que está a comemorar que a promessa de nunca utilizar imagens geradas por inteligência artificial (IA) nas comunicações publicitárias. O compromisso é assumido na sequência do estudo global sobre o impacto da autoperceção na autoestima que a marca de beleza criada em 1957 acaba de apresentar e que está na origem da nova campanha global, lançada a 9 de abril.

“Com base nos resultados que obtivemos, é possível perceber que a importância que a sociedade atribui à aparência intensificou-se com o tempo e que a pressão para se ter um certo tipo de beleza está ainda muito presente. Duas em cada cinco mulheres dizem que prescindiam de um ano de vida para alcançar a sua aparência ou corpo ideal. Uma das maiores ameaças à representatividade da beleza é, aos dias de hoje, a utilização de ferramentas de IA”, esclarece a Dove em comunicado.

“Esta é a problemática que a Dove aborda na sua campanha dos 20 anos, com o objetivo de contribuir para que os conteúdos e imagens gerados através de ferramentas de IA sejam cada vez mais representativos da mulher real. Afinal, quase nove em cada 10 afirmam já ter sido expostas a conteúdos de beleza prejudiciais online”, refere ainda o documento.

“Apesar dos 20 anos de trabalho realizado no sentido de ampliar a definição de beleza, as mulheres sentem-se, hoje, menos confiantes com a sua própria beleza do que há uma década. A representatividade é mais importante do que nunca. À medida que a tecnologia de IA continua a evoluir, torna-se cada vez mais difícil distinguir o que é beleza
real do que é falso”, alerta Phillippa Diedrichs, psicóloga investigadora do Centro de Pesquisa de Aparência e Imagem Corporal da Universidade de West England.

“O trabalho que começámos em 2004 está longe de terminar”, avisa Maria Matos, diretora de marketing da Dove em Portugal. “Vinte anos depois, a nova campanha de Dove reforça a intenção de que nos próximos 20, à medida que as novas tecnologias se aperfeiçoam e evoluem, continuemos comprometidos em proteger, celebrar e defender a beleza real”, refere ainda a responsável.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
Marketing

Atelier Impresa reforça aposta no marketing de influência com criação da agência Óbvio

Madalena Belo, até aqui coordenadora da Atelier Impresa Talentos, lidera a nova agência de talentos da Impresa, que arranca com 12 agenciados. A capacidade de aliar o marketing de influência digital à televisão é uma das vantagens competitivas

Criada originalmente em 2023, a Atelier Impresa Talentos acaba de dar origem à Óbvio, a agência de talentos e marketing de influência que a empresa da Impresa apresentou publicamente a 10 de abril, em Paço de Arcos. Liderada por Madalena Belo, até aqui coordenadora da Atelier Impresa Talentos, arranca com 12 agenciados e a ambição de dar continuidade a colaborações com marcas como Ferrero Rocher, Leroy Merlin, EDP, Emma e Continente.

“Não crescem como cogumelos, mas existem atualmente muitas agências. Nós, pelas mais-valias que temos, pela expertise da Impresa e pelos estúdios, temos uma unique selling proposition que nos distingue das outras, porque temos a capacidade de estar neste meio de uma forma muito orgânica”, justifica, em declarações ao Meios & Publicidade, Mónica Serrano, diretora de marketing e comunicação da Impresa e diretora do Atelier Impresa.

“Não somos uma agência nova que vai agora aprender. Nós temos 30 anos de experiência e de contacto com talentos”, sublinha a responsável. “Temos uma equipa permanente que, através da Atelier Impresa Talentos, já fazia o contacto com as marcas e com os agentes e vai continuar a fazê-lo, porque não temos o mercado todo e queremos trabalhar com toda a gente. Há é aqui uma mais-valia para nós, que passamos a ter mais uma área de negócio”, refere ainda.

Além dos atores Renato Godinho, Filipa Areosa e Pedro Granger, a Óbvio passa a gerir também a carreira do humorista e apresentador Marco Horácio e de criadores de conteúdos digitais como a humorista Mónica Vale de Gato, o youtuber Miguel Pinto Ferreira, o jogador de hóquei em patins Ângelo Girão, o Insónias em Carvão, a apresentadora e treinadora pessoal Inês Abrantes, o locutor de rádio Renato Duarte e a autora e aspirante a atriz Diana Ginja.

O número de agenciados deverá aumentar nos próximos meses. “Não temos um objetivo definido, queremos crescer consistentemente. Se chegarmos ao final do ano com 25 a 30 agenciados, estaremos bem”, afirma Mónica Serrano. “Gostava de crescer muito”, assume, contudo, Madalena Belo. Em agenciados e em negócio. “As marcas estão a pedir muito estratégias de marketing de influência com os nossos mas também com outros nomes”, refere.

“Nós temos a vantagem de complementar as propostas que apresentamos com televisão, que é algo que as marcas nos pedem muito e que valorizam. Temos trabalhado muito com o Pingo Doce. A nossa agenciada Mónica Vale de Gato trabalha muito com eles. O Gastão Reis, o nosso influenciador apaixonado por cozinha, trabalha muito com marcas com a Tabasco e a Lipton e fechou agora um grande contrato com o Intermarché”, revela ainda a responsável.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
Marketing

LLYC lança ferramenta de IA para estratégias de marketing mais eficazes

O AI Media Activation posiciona-se para a utilização de dados em primeira mão, escalabilidade, transição para um ambiente sem cookies e para o omnicanal, No setor do retalho, a ferramenta da LLYC engloba desde a planificação estratégica de públicos-alvo e canais, e a otimização de campanhas, passando pela análise avançada e personalização da experiência do cliente. O planeamento de meios é outra das funcionalidades

A LLYC acaba de lançar o AI Media Activation, uma ferramenta que parte de tecnologias Martech e AdTech potenciadas por inteligência artificial (IA), que quer melhorar a eficácia das estratégias de marketing e de compra publicitária. Otimizar a planificação, a ativação e a análise das campanhas de marcas, bem como a geração e a conversão de leads, são os objetivos da ferramenta, que se adapta às tecnologias e funcionalidades de cada cliente.

Num panorama empresarial cada vez mais competitivo, e orientado para os dados na otimização de ações de branding e de aquisição de clientes, o AI Media Activation posiciona-se para a utilização de dados em primeira mão, escalabilidade, transição para um ambiente sem cookies e para o omnicanal, adianta a LLYC em comunicado de imprensa.

No setor do retalho, o AI Media Activation engloba desde a planificação estratégica de públicos-alvo e canais, e a otimização de campanhas, passando pela análise avançada e personalização da experiência do cliente. A ferramenta tira ainda partido da eficiência da geração e conversão de leads através de modelos de scoring dinâmicos. Este módulo permite otimizar as estratégias de marketing e vendas, para capturar e converter leads de alta qualidade de forma mais eficaz, explica a consultora em nota de imprensa.

O planeamento de meios é uma das outras funcionalidades do AI Media Activation. Nesse âmbito, a arquitetura de dados e de funções da ferramenta modifica a planificação e execução das estratégias de meios para as marcas. Segundo a LLYC, com a utilização de tecnologias de vanguarda em IA e machine learning, a ferramenta pode otimizar os esforços de notoriedade de marca, assegurando que cada campanha alcança o potencial máximo, com um equilíbrio entre custos, cobertura e afinidade.

“O AI Media Activation representa um passo em frente na nossa procura de excelência operativa e eficácia publicitária. Ao consolidar diversas ferramentas num único ambiente, este conjunto de ferramentas melhora não só a nossa capacidade para gerir processos, mas também permite responder proativamente aos desafios em constante mudança e às necessidades específicas dos nossos clientes”, afirma César Díez, diretor de paid & performance Europa na LLYC.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Media

Antonio Ruiz é o novo diretor-geral da AMC Networks International Southern Europe

O profissional assume a gestão de todas as marcas da empresa que tem os canais AMC, Canal História e Odisseia, em Portugal e Espanha, reportando a Eduardo Zulueta, presidente de AMC Networks International

Antonio Ruiz acaba de ser nomeado diretor geral e vice-presidente executivo da AMC Networks International Southern Europe (AMCNISE), empresa televisiva e de produção e distribuição de conteúdos audiovisuais. Ficando responsável pela gestão de todas as marcas da empresa em Portugal e Espanha, reporta a Eduardo Zulueta, presidente de AMC Networks International.

Em Portugal, a AMCNISE detem os canais AMC, Canal História, Odisseia, AMC Break e AMC Crime e, através da Dreamia, que resulta de uma parceria entre a AMCNISE e a NOS, produz e distribui o Canal Hollywood, o Canal Panda, o Panda Kids, o Biggs e o Casa e Cozinha, bem como o serviço de streaming Panda Plus.

Licenciado em administração e direção de empresas pela Universidad San Pablo CEU, Antonio Ruiz foi, até agora, diretor-geral da Warner Bros. Discovery no Reino Unido e na Irlanda, onde liderou a transformação comercial e de equipa.

Anteriormente, assumiu o cargo de diretor-geral do Discovery em Portugal, Espanha e França. Para além disso, ocupou vários cargos no Discovery. Foi vice-presidente global de marketing da Eurosport, diretor sénior de marketing e comunicação da Discovery Networks para o Sul da Europa e diretor de canais da Discovery Networks em Portugal, Espanha e França.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Comunicação

Kreab Worldwide junta-se à JLM&A e à M Public Relations

Vítor Cunha, Maria João Soares e Daniel Vaz são os representantes em Portugal da consultora sueca de comunicação estratégica global. José Manuel Pessanha representa a consultora em Angola e Moçambique

O Grupo JLM, liderado por João Líbano Monteiro, acaba de anunciar uma parceria internacional com a Kreab Worldwide, consultora sueca de comunicação estratégica global, passando a representá-la no mercado português, angolano e moçambicano, através da JLM&A, da M Public Relations, da JLM Angola e da JLM Moçambique.

Em Portugal, os representantes da Kreab Worldwide são Vítor Cunha, CEO e partner da JLM&A, Maria João Soares, diretora geral da JLM&A e Daniel Vaz, CEO da M Public Relations. José Manuel Pessanha, diretor de mercados internacionais, representa a Kreab Worldwide nos mercados de Angola e Moçambique.

“É com muito orgulho que passamos a ser uma afiliada e representante da Kreab nestes mercados. Esta parceria marca uma nova etapa na vida das empresas do grupo, reforçando assim os serviços que prestam aos clientes, permitindo-nos apoiá-los com equipas experientes em 25 países”, refere Vítor Cunha, CEO e partner da JLM&A.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Publicidade

Nova campanha da Nespresso foi criada em Portugal pela Uzina (com vídeo)

Nespresso Portugal reforça orçamento de marketing em entre 15% a 20%, para promover as novas cápsulas Lisbon Bica, inspiradas no café português. Campanha de lançamento da Uzina poderá ser internacionalizada

Lisbon Bica é a nova proposta de edição limitada da World Explorations, a gama de cápsulas da Nespresso que disponibiliza cafés de diferentes partes do mundo. Lançada em Portugal a 9 de abril, está a ser promovida com uma campanha publicitária multimeios que, ao contrário do que é habitual, foi integralmente desenvolvida e produzida em Portugal, em colaboração com a Uzina, agência criativa nacional da marca.

“Estamos muito orgulhosos porque tivemos a oportunidade de desenvolver uma campanha local, com liberdade criativa, o que é muito raro. A Nespresso, como marca global que é, trabalha todas as campanhas globalmente. Tivemos a oportunidade de desenvolver tudo localmente, incluindo vídeo e social media”, revela, em declarações ao Meios & Publicidade, Andreia Vaz, diretora de marketing da Nespresso Portugal.

Portugal é o primeiro país a disponibilizar a Lisbon Bica, mas Grécia, Itália, Reino Unido, Estados Unidos da América, Brasil e China também já demonstraram interesse em comercializar o produto. A possibilidade de recorrerem aos materiais publicitários desenvolvidos em território nacional pela Uzina para promoverem as novas cápsulas também está em aberto.

“Comprámos os direitos para que a campanha possa viajar e vamos disponibilizá-la aos outros mercados, mas a decisão será sempre local. Ao desenvolvê-la, pensámos nas nossas nuances locais mas também nessa possibilidade de exposição internacional, apostando numa cornucópia recortada, que é a reinterpretação do nosso azulejo, como shortcut para o entendimento da cultura portuguesa”, admite a responsável.

Em Portugal, a marca aposta forte nos suportes exteriores. Antes da apresentação da Lisbon Bica, foram espalhadas cápsulas gigantes em várias zonas da capital portuguesa. Ao longo dos próximos três meses, além de múpis, a nova campanha publicitária também vai ser divulgada em digital, nas redes sociais, na rede de lojas e na rádio.

“Estabelecemos uma parceria com as duas maiores rádios e vamos ter uma emissão em direto no programa da manhã de uma delas, a partir da nossa boutique do Chiado, bairro onde, segundo a lenda, nasceu a bica, no café A Brasileira”, refere Andreia Vaz.

O marketing de influência também está contemplado no plano delineado para promover a Lisbon Bica. “Temos um investimento grande na nossa pool de influenciadores”, confidencia a diretora de marketing.

Segundo a responsável, este é o maior lançamento nacional do ano da Nespresso, o que obrigou a um aumento do orçamento de marketing local da marca para 2024. “Foi reforçado em valores que achámos consideráveis para esse push, na ordem dos 15% a 20% do que é normal para o budget anual. Temos aqui uma aposta grande”, reconhece a responsável, sem adiantar números de investimento.

“O lançamento da Lisbon Bica vai absorver uma parte considerável desse orçamento. Será menos de metade mas, ainda assim, uma parte considerável do nosso budget”, admite Andreia Vaz. Em desenvolvimento está já um dos grandes investimentos da marca em 2025, que começa a ser promovido em Portugal no último trimestre de 2024. “Está mais ligado à sustentabilidade”, revela a responsável.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
Dossier Relacionado
café em cápsulas
Publicidade

Intimissimi apresenta nova coleção com campanha protagonizada por Jennifer Lopez (com vídeo)

Com direção criativa de Riccardo Ruini, realização de Jacob Bixenman e fotografia de Norman Jean Roy, a campanha procura captar artisticamente Jennifer Lopez, incorporando a essência da lingerie da Intimissimi nos movimentos da artista, por entre cortinas de seda brilhante

Jennifer Lopez é a protagonista da campanha de lançamento da The New Silky Intimates, a nova coleção da Intimissimi, com lingerie em microfibra ultraleve.

Com direção criativa de Riccardo Ruini, realização de Jacob Bixenman e fotografia de Norman Jean Roy, a campanha procura captar artisticamente Jennifer Lopez, incorporando a essência da lingerie da Intimissimi nos movimentos da artista, por entre cortinas de seda brilhante. “É muito importante sentirmo-nos confortáveis e empoderadas nas peças que estão mais próximas da nossa pele e esta coleção faz precisamente isso. Parece seda, mas é feita deste tecido incrivelmente durável que se molda ao corpo como uma segunda pele. E como sempre, é uma coleção absolutamente maravilhosa”, afirma Jennifer Lopez, embaixadora global da Intimissimi, citada em comunicado de imprensa.

Todas as peças da coleção, que foi desenhada de mulheres para mulheres, têm o nome de uma mulher italiana e pretendem proporcionar elegância e estilo com naturalidade, aliados ao conforto e à qualidade. Todos os soutiens são em microfibra ultraleve da Intimissimi, para garantir o conforto e uma sensação praticamente impercetível, refere a Intimissimi em comunicado de imprensa.

 

 

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Digital

Elife amplia oferta de IA para faturar €16 milhões em 2026

Além de investir no social listening, a consultora tecnológica do Elifegroup está a disponibilizar uma plataforma de software de gestão do atendimento e um assistente inteligente

Especializada em inteligência de mercado, relacionamento multicanal e gestão da experiência do consumidor, a Elife está disponibilizar novos serviços em Portugal. Além da Cxpress, plataforma de software de gestão do atendimento em WhatsApp, telefone, e-mail e redes sociais integrada no ChatGPT, a consultora também está a incorporar a inteligência artificial (IA) noutras das soluções tecnológicas que desenvolve e comercializa, como o GePeTO.

O serviço de pesquisa da intranet, usado para obter respostas a perguntas específicas, é uma das funcionalidades do serviço de informação disponibilizado em permanência via WhatsApp, outro dos novos produtos da empresa tecnológica do Elifegroup, fundado em 2004.

“A adoção da API [interface de programação da aplicação] do ChatGPT permite que, para além do relatório com gráficos, análises qualitativas e quantitativas, o cliente Elife tenha acesso a um assistente inteligente, disponível 24×7, para responder a dúvidas de mercado em tempo real”, esclarece a empresa em comunicado de imprensa.

“Aliado ao assistente inteligente, o gestor receberá a Insight Pills, uma newsletter que traz análises relevantes sobre todas as bases de dados que alimentam o seu prompt”, esclarece ainda a consultora, que, com o lançamento dos novos serviços, em Portugal e no Brasil, espera duplicar a faturação em dois anos, passando dos atuais €8 milhões para os €16 milhões.

“Além da expansão do âmbito, velocidade de interface e entregas de toda a sua área de inteligência de dados, a Elife continuará a ampliar a sua atividade de social listening, que é fornecida como parte integrante do novo serviço de inteligência”, informa ainda a companhia.

“O social listening torna-se uma fonte de dados importantíssima para prover a inteligência artificial de recursos para produção de insights. Só com um banco de dados com base histórica robusta é possível aproveitar a velocidade e as possibilidades que a IA e o ChatGPT trazem à área de inteligência de mercado”, justifica Jairson Vitorino, cofundador e diretor de tecnologia do Elifegroup.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 Meios & Publicidade. Todos os direitos reservados.