Edição digital
PUB
Digital

Whee, a resposta do TikTok ao Instagram, está a fracassar

Ainda não foi lançado em Portugal e a Malásia é onde o Whee já foi mais descarregado nos dispositivos iOS. A nova rede social da ByteDance está a levantar suspeitas, por ter sido lançada poucos meses após a aprovação da lei que pode banir o TikTok nos Estados Unidos, podendo ser o Whee um plano B

Daniel Monteiro Rahman
Digital

Whee, a resposta do TikTok ao Instagram, está a fracassar

Ainda não foi lançado em Portugal e a Malásia é onde o Whee já foi mais descarregado nos dispositivos iOS. A nova rede social da ByteDance está a levantar suspeitas, por ter sido lançada poucos meses após a aprovação da lei que pode banir o TikTok nos Estados Unidos, podendo ser o Whee um plano B

Sobre o autor
Daniel Monteiro Rahman
Artigos relacionados

O Whee é a nova rede social dos criadores do TikTok que, tal como o Instagram, permite aos utilizadores publicar e editar fotografias, e enviar mensagens a outros utilizadores. A aplicação foi lançada discretamente a 18 de junho em 71 países, mas segundo o TechCrunch, até 25 de junho, só foi descarregada em 13 mil dispositivos iOS e em pouco mais de 10 mil dispositivos Android, números inferiores aos milhões de downloads mensais do TikTok.

PUB

O Whee ainda não foi lançado em Portugal e, até agora, a Malásia é onde foi mais descarregado (2.400 vezes) nos dispositivos iOS. Segundo avança o TechCrunch, a ByteDance, empresa que detém o TikTok, não está a anunciar o Whee através de publicidade no motor de pesquisa da Apple, que aumenta a classificação das aplicações na App Store.

Apesar de ainda ter uma expressão reduzida, a nova rede social da ByteDance está a levantar suspeitas, por ter sido lançada poucos meses após Joe Biden ter aprovado a lei que poderá vir a banir o TikTok nos Estados Unidos. O que significa que é possível que com o investimento que ainda esteja para ser feito, o Whee possa vir a representar um plano secundário para a ByteDance, caso o TikTok seja mesmo banido nos Estados Unidos. A empresa, no entanto, não se pronunciou sobre este tema.

Sobre o autorDaniel Monteiro Rahman

Daniel Monteiro Rahman

Mais artigos
PUB
Publicidade

Jorge Jesus é a estrela da campanha da Tux&Gill para a Sport TV (com vídeo)

Produzida pela Trix e planeada pela Fullsix, a campanha inclui um filme publicitário que também conta com a participação de Mauro Jesus, filho do treinador (na foto, ao centro). Além dos suportes digitais, está a ser divulgada em imprensa e publicidade aérea

Jorge Jesus é o protagonista da campanha publicitária da Sport TV que antecipa a temporada desportiva de 2024/25. Desenvolvida pela Tux&Gill, foi produzida pela Trix e tem planeamento de meios da Fullsix, apurou o M&P.

Até 31 de agosto, está a ser divulgada na imprensa escrita, em plataformas digitais e em suportes de publicidade aérea, em aviões que estão a sobrevoar algumas das praias mais frequentadas do país. O filme publicitário conta com a participação de Mauro Jesus, filho do treinador.

“O mister surge com uma companhia especial, sendo a primeira vez que protagoniza uma campanha em conjunto com o filho, promovendo a nossa oferta para 2024/2025, que inclui a Liga Portuguesa, a Liga Saudita, a Serie A, o Moto GP e a NBA, entre muitas outras, com principal destaque para a exclusividade da transmissão dos jogos das equipas portuguesas na UEFA Champions League, o Sporting CP e SL Benfica e o FC Porto na UEFA Europa League”, explica a Sport TV em comunicado.

“Numa campanha tão importante para nós, de um arranque de época único, em particular pelo anúncio de todas as equipas portuguesas na Champions regressarem à Sport TV, é um privilégio ter como cara central uma figura incontornável do futebol português, considerado mais de uma vez como um dos 10 melhores treinadores do mundo e ainda com uma estreia mundial, o facto de contracenar pela primeira vez com o filho Mauro”, refere Nuno Ferreira Pires, CEO da Sport TV.

Sobre o autorLuis Batista Gonçalves

Luis Batista Gonçalves

Mais artigos
Marketing

Boutique dos Relógios Plus tem montras criadas pelo artista Diogo Machado (com vídeo)

O artista conhecido como Add Fuel desenvolveu um conceito que cruza os azulejos portugueses com o verão e a relojoaria, celebrando a tradição e a modernidade. As novas montras artísticas (na foto) vão estar visíveis durante o verão, nas lojas de Lisboa, Cascais, Porto e Quinta da Lago

A Boutique dos Relógios Plus traz uma nova dimensão artística às montras das lojas, com a colaboração exclusiva do artista visual português Diogo Machado, conhecido como Add Fuel. A parceria pretende transformar as montras das várias lojas ‘Plus’ da Boutique dos Relógios em galerias de arte, celebrando a tradição dos azulejos portugueses em conjugação com o estilo contemporâneo.

A arte de Diogo Machado, inspirada na azulejaria tradicional que remonta ao século 15, é caracterizada pela fusão de elementos clássicos com um estilo moderno e detalhado. Para a colaboração com a Boutique dos Relógios Plus, o artista Add Fuel desenvolveu um conceito que pretende combinar a elegância da relojoaria com a frescura do verão, utilizando cores brilhantes e padrões que pretendem evocar a beleza dos azulejos sob a luz do sol.

“A arte dos azulejos destaca-se no verão, quando as suas cores e padrões brilham sob a luz solar, tornando as cidades portuguesas verdadeiras galerias a céu aberto. Apreciar os azulejos é uma experiência que mistura o calor da estação com a elegância visual e histórica. Os tons azuis e brancos predominantes evocam frescura e tranquilidade, complementando o vibrante verão. Assim, o verão, os azulejos e a elegância da relojoaria formam uma tríade perfeita, refletindo a alma e a cultura portuguesas na sua máxima expressão”, enfatiza Diogo Machado, em comunicado de imprensa.

As novas montras artísticas vão estar visíveis durante o verão, permitindo aos visitantes apreciar a combinação entre a tradição dos azulejos e a inovação artística. No Natal, a parceria será retomada com uma nova exibição também assinada por Add Fuel. As montras de verão são já visíveis nas lojas Boutique dos Relógios Plus em Lisboa, na Avenida da Liberdade, no Amoreiras Shopping Center e no CascaisShopping. Também estão presentes nas lojas Boutique dos Relógios Plus na Avenida dos Aliados, no Porto, no NorteShopping, em Matosinhos e na Quinta do Lago, no Algarve.

Segundo a marca, esta iniciativa faz parte do compromisso permanente da Boutique dos Relógios Plus em associar-se a artistas de renome e promover a arte nas respetivas lojas. Anteriormente, já foram realizadas várias exposições artísticas na Boutique dos Relógios Plus ART na Avenida da Liberdade, em Lisboa, onde um mural de Add Fuel é destaque desde a inauguração da loja.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Media

ERC quer alterar Lei da Transparência dos Media

As alterações preveem, entre outras, a isenção de certas obrigações declarativas, como fluxos financeiros, para entidades com atividades de comunicação social a título acessório, com um peso comprovadamente diminuto nos rendimentos e um alcance residual de audiências

O conselho regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) aprovou um conjunto de propostas de alteração à Lei da Transparência dos Media (Lei n.º 78/2015, de 29 de julho). Uma das alterações diz respeito ao regime sancionatório, como a redução dos valores mínimos e máximos das coimas, tornando-os mais realistas e proporcionais face aos rendimentos médios das entidades de comunicação social em Portugal.

O documento, aprovado a 2 de julho, foi remetido para conhecimento do presidente da Assembleia da República e do ministro dos Assuntos Parlamentares, ao abrigo da competência consultiva do regulador dos media, prevista nos seus estatutos, refere a ERC em comunicado de imprensa. Outro dos pontos visados prende-se com a densificação do procedimento da ERC, quando está em causa a falta de transparência de participações qualificadas (atual artigo 14.º da Lei da Transparência), que pode conduzir à determinação da suspensão de direitos de voto e direitos patrimoniais.

As alterações preveem ainda a isenção de certas obrigações declarativas, como fluxos financeiros, para entidades que prossigam atividades de comunicação social a título acessório, em que a atividade de comunicação social tenha comprovadamente um peso diminuto nos rendimentos e um alcance residual ao nível das audiências.

A proposta agora remetida ao Parlamento e ao Governo assenta na experiência da ERC na aplicação da Lei da Transparência e “representa um contributo para o eventual processo de revisão deste regime jurídico”, acrescenta o comunicado da ERC.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Marketing

EDP é a marca com maior valor de ESG em Portugal. Vale €406 milhões

A Delta é, no entanto, a empresa portuguesa onde a sustentabilidade mais contribui para o valor financeiro da insígnia, com 16,8%. “É a que está mais próxima do seu valor potencial de contribuição para o respetivo valor financeiro da marca”, revela estudo da OnStrategy

A EDP é a marca com maior valor de ESG em Portugal. Vale €406 milhões, de acordo com o estudo da estudo da OnStrategy que analisa o peso das práticas ambientais, sociais e de governança no cálculo do valor das empresas nacionais. Em segundo lugar, surge a Galp Energia, com €296 milhões, à frente da Jerónimo Martins, com €209 milhões. Na quarta posição do ranking elaborado pela consultora, surge o Pingo Doce, com um valor de €157 milhões. O quinto lugar da tabela é ocupado pelo Continente, com €137 milhões.

CGD, Millennium bcp, EDP Renováveis, Meo e BPI completam o top 10, à frente da Nos, da Super Bock e da Sonae. “A Delta [que ocupa o 14º lugar do ranking] é a marca portuguesa em que a sustentabilidade mais contribui para o valor financeiro da marca com 16,8% e que mais próxima está do seu valor potencial de contribuição para o respetivo valor financeiro da marca”, sublinha a OnStrategy em comunicado de imprensa.

“A sustentabilidade já devia contribuir com 19,8 % para o valor financeiro mas, nas 100 marcas portuguesas mais valiosas, o contributo direto é de apenas 12,7%”, avança a análise da consultora, lembrando que, nos últimos anos, foram desenvolvidas políticas e requisitos que as organizações nacionais também têm de cumprir. “O mundo enfrenta desafios de sustentabilidade cada vez maiores, que se tornaram uma obrigatoriedade para as organizações, até por via legislativa”, sublinha João Baluarte, sócio da OnStrategy.

 

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Publicidade

VML cria campanha de regresso às aulas que une Leroy Merlin e Staples

Até 20 de agosto, numa compra igual ou superior a €100 na marca de bricolagem, construção, decoração e jardim, os clientes recebem um vale de €20 para descontar nas lojas da marca de papelaria e material de escritório

A VML assina a campanha de regresso às aulas, que divulga a parceria que a Leroy Merlin estabeleceu com a Staples. Até 20 de agosto, numa compra igual ou superior a €100 na marca de bricolagem, construção, decoração e jardim, os clientes recebem um vale de €20 para descontar nas lojas da marca de papelaria e material de escritório. Para usufruir da oferta, os clientes têm de ter o Cartão Casa Leroy Merlin ou integrar o Clube Leroy Merlin Pro.

“Sabemos que a preparação para o novo ano letivo envolve uma série de despesas significativas, mas esta campanha tem potencial para fazer a diferença. A nossa missão é estar ao lado dos portugueses em todos os momentos da sua vida e, numa altura de regresso às aulas, reforçamos ainda mais esse compromisso”, refere Ana André, diretora de marca, aquisição e crescimento da Leroy Merlin Portugal, que aproveita a iniciativa para promover o programa de fidelização da marca.

“Temos levado a cabo parcerias táticas em momentos-chave do ano, como esta, com uma marca forte, reconhecida a nível nacional e com forte abrangência geográfica”, sublinha João Paulo Peixoto, diretor-geral da Staples, esclarecendo ainda que “esta campanha visa impactar uma tipologia de clientes com necessidades de compra que se complementam entre as marcas, numa altura do ano que é particularmente relevante do ponto de vista de orçamento das famílias”.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Publicidade

Iberdrola entrega criatividade à Fuel

“Estávamos à procura de uma marca neste setor, que era um objetivo para este ano”, refere em declarações ao M&P Pedro Santana, coCEO da Fuel, que vai tratar da publicidade, digital e design da Iberdrola

Catarina Nunes

A partir de agosto, a Fuel é a nova agência criativa da Iberdrola, que anteriormente trabalhava com a Bar Ogilvy, que acaba de conquistar a conta da Galp.

Na sequência de um processo de consulta de mercado, a agência do grupo Havas vai agora tratar da publicidade, do digital e do design da marca do setor energético. “Estávamos à procura de uma marca neste setor, que era um objetivo para este ano”, refere Pedro Santana, coCEO da Fuel, em declarações ao M&P, acrescentando que “vamos trabalhar tudo, a parte comercial e a distribuição”. Recorde-se que, até à data, a Fuel não detinha nenhuma conta publicitária na área da energia.

Sobre o autorCatarina Nunes

Catarina Nunes

Mais artigos
Publicidade

Campanha Burger King promove hambúrgueres do chef David Muñoz (com vídeo)

A campanha com o chef com três estrelas Michelin, criada pela agência criativa francesa Buzzman, foi adaptada para o mercado nacional pela produtora portuguesa Rocky Studio e vai estar presente em televisão, publicidade exterior e digital

O Burger King está a lançar uma campanha multimeios para promover os novos hambúrgueres King Dabiz, criados pelo chef espanhol David Muñoz, também conhecido como Dabiz, que estão disponíveis em Portugal, França e Espanha.

A campanha foi criada pela agência criativa francesa Buzzman e adaptada para o mercado nacional pela produtora portuguesa Rocky Studio. Com planeamento de meios da Wavemaker Portugal, vai estar presente em televisão, publicidade exterior e digital. O spot publicitário, realizado por Antoine de Bary, foi filmado em França e contou com a produção da produtora francesa Iconoclast.

A receita de David Muñoz, vencedor do The Best Chef Awards e detentor de três estrelas Michelin, combina molho tártaro, maionese, chutney, bacon, picles e cheddar curado, com as opções de carne angus ou frango, servido em pão de croissant tostado. Em Portugal, os novos hambúrgueres estão disponíveis no Burger King, até 9 de setembro, em ‘take away’, ‘drive thru’ e em ‘home delivery’.

“Diverti-me muito a criar esta receita, que será saboreada por um público amplo. Ter carta branca por parte do Burger King, com o DNA que os caracteriza e que é garantia de uma verdadeira liberdade criativa, permitiu-me surpreender com a escolha de ingredientes, inovando através de novos sabores, para uma experiência disruptiva”, revela Dabiz Muñoz, em comunicado de imprensa.

“Partilhamos com o Dabiz o prazer de bem comer, uma paixão infinita de inovar e de satisfazer todos os públicos. Criámos em conjunto um produto completamente diferente, que, temos a certeza, irá surpreender os fãs do Burger King”, adianta Domingos Esteves, diretor-geral do Burger King Portugal.

Sobre o autorDaniel Monteiro Rahman

Daniel Monteiro Rahman

Mais artigos
Media

Zurich recorre à LPM Comunicação para renovar revista corporativa

Agora em formato digital, a publicação da seguradora, que ganhou um troféu de Bronze na categoria Publicação Institucional na edição de 2023 dos Prémios de Comunicação do M&P, apresenta conteúdos dinâmicos, vídeos, áudios e galerias de imagens

A Zurich Portugal acaba de renovar a MagaZine, em colaboração com a LPM Comunicação. Agora em formato digital, a revista corporativa, que ganhou um troféu de Bronze na categoria Publicação Institucional na edição de 2023 dos Prémios de Comunicação do M&P, apresenta conteúdos dinâmicos, galerias de imagens, vídeos e áudios, permitindo ao leitor ler ou ouvir os artigos.

O novo número, dedicado ao verão, apresenta as tendências tecnológicas que vão marcar o futuro das empresas, num artigo de Marco Navega, diretor de tecnologias de informação da Zurich. “A MagaZine é uma peça de comunicação fundamental na difusão da nossa estratégia de negócio”, explica Ana Marreiros, diretora de comunicação da Zurich Portugal.

“Nesta edição, que se apresenta muito mais descontraída e dinâmica do que o habitual, obrigámo-nos a sair da zona de conforto dos nossos conteúdos corporativos, para explorarmos conteúdos ‘mainstream’, que sejam surpreendentes para uma revista de empresa”, acrescenta ainda a responsável. Lançada em 2012, a publicação da companhia de seguros conta já com 33 edições.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Marketing

Nacional reinventa o passado com nova imagem criada por Pedro Pires (com vídeo)

O rebranding (na foto) acompanha uma campanha para a gama de Corn Flakes, já no ar e criada também por Pedro Pires, mas desta vez através da Poets & Painters. A campanha tem planeamento de meios da Havas Portugal, redes sociais a cargo da Live Content e marketing de influência da Luvin

A Nacional tem uma nova identidade visual criada por Pedro Pires, que, quando aceitou o projeto, ainda se encontrava na Solid Dogma. A nova imagem, que abrange todo o portefólio de produtos da Nacional, foi inspirada no passado da marca, reinventando-o a pensar num novo futuro.

A insígnia apresenta ainda uma nova assinatura, ‘Nacional é a companhia original dos Cereais’, que pretende representar o pioneirismo da marca no mercado dos produtos cerealíferos. No âmbito digital, a marca já se apresenta com um tom de comunicação renovado e com uma nova identidade visual.

“Somos uma marca considerada de confiança, tradicional, histórica e que goza de uma elevada notoriedade. No entanto, temos a ambição que a marca se torne intemporal, mais contemporânea, autêntica e sofisticada. Queremos, com esta nova imagem e posicionamento, surpreender os nossos consumidores e tornar-nos ainda mais próximos deles”, destaca Leonor Assunção, gestora de marca da Nacional, citada em comunicado de imprensa.

Segundo a Nacional, o novo logotipo foi trabalhado de forma a criar um equilíbrio entre o clássico e o contemporâneo, considerando o legado da marca. No que diz respeito ao ‘packaging’, a nova imagem já está implementada nos diversos produtos da marca. Os próximos passos passam pela atualização das embalagens dos restantes cereais e barras, para garantir uma coerência visual em toda a linha de produtos.

O rebranding acompanha uma campanha para a gama de Corn Flakes, já no ar e criada também por Pedro Pires, mas desta vez através da Poets & Painters. Presente em publicidade exterior, digital, redes sociais e ponto de venda, a campanha tem planeamento de meios da Havas Portugal. As redes sociais estão a cargo da Live Content e a Luvin é responsável pelo marketing de influência. A Nacional ainda tem mais três campanhas programadas até ao final do ano, focadas nas gamas de bolachas e farinhas.

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
Media

José de Guimarães cria logótipo para A Magazine

O artista vimaranense, que se inspirou nos desenhos de areia africanos, sucede a nomes como Joana Vasconcelos, Alexandra Ferreira, Mariújo, Francisca Amaro, André Panóias, Maria João Gomes e Oficina Marques. O novo número da publicação é lançado ainda em julho

Guimarães é o tema da nova edição da revista A Magazine. José de Guimarães pinta a letra do logótipo, que em todas as edições é recriada por artistas, artesãos ou designers conceituados. “Esta obra que fiz especialmente para a capa é inspirada na linguagem que estou a usar nos meus trabalhos, exceto o castelo de Guimarães, que entra como um elemento de referência à cidade berço”, explica o artista plástico vimaranense. O A do logótipo é recriado com quadrados bicolores com círculos no centro.

“Esta linha gráfica é proveniente e inspirada na cultura dos povos da Lunda do nordeste de Angola, os quiocos, que desenham na areia”, explica José de Guimarães, revelando que os desenhos foram declarados Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Além do fundo azul ultramarino, o logótipo, pintado sobre papel artesanal, incorpora elementos gráficos vermelhos, amarelos e verdes pintados a guache e ‘drippings’ em acrílico encarnado.

A criação do artista, que ilustra a décima edição da publicação, que é lançada até ao final do mês, sucede a reinterpretações da primeira letra do alfabeto romano anteriormente feitas em croché (Joana Vasconcelos), mármore (Alexandra Ferreira), cerâmica (Mariújo/Viúva Lamego), bordado com ponto de Arraiolos (Francisca Amaro/Tiraz), madeira (André Panóias/Mal Barbado Woodcraft), palmas das serras algarvias (Maria João Gomes/Palmas Douradas) e pintura em cerâmica (Oficina Marques).

Sobre o autorMeios & Publicidade

Meios & Publicidade

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 Meios & Publicidade. Todos os direitos reservados.